>-->

Operação Lava Jato pega Delfim Netto, o principal ministro da ditadura militar

By | 10:44 Leave a Comment
A Operação Lava Jato pegou o ex-ministro da Fazenda (1967-1974), da Agricultura (1979-1979, e ministro do Planejamento (1979-1985). O ex-ministro é acusado de receber R$ 15 milhões em propinas da Odebrecht. Dinheiro desviado da construção da Usina Hidrelétrica de Belo Monte.
Delfim sempre foi ministro à época da ditadura. No período, que os mais inocentes acreditam que não havia corrupção, o obeso-corrupto era conhecido por Delfim 10%!
O zum zum zum era tanto, que os milicos 'esconderam' o homem na Europa por um tempo, nomeando-o embaixador do Brasil na França (1974-1978).
Depois de servir à ditadura com fervor, Delfim, como outros canalhas pátrios, mudou de lado e virou "conselheiro econômico" do Lula, além de publicar seus artigos na Carta Capital, uma revista dita de esquerda.
Delfim Netto é o criador do "milagre econômico" no período em que foi ministro da Fazenda da ditadura. Milagre tão milagroso que quebrou o Brasil. Uma política econômica idêntica foi implantada por Lula, com os mesmos resultados: crescimento por um curto período, depois a quebradeira, cujos efeitos ainda sentimos hoje.
Delfim Netto, aos 89 anos, começa a pagar por seus crimes; assim como Paulo Maluf, outro figura civil de proa no apoio ao regime militar, aos 86 anos, já está pagando os seus na Penitenciária da Papuda.
Ambos estão sendo punidos no regime democrático, com todos os seus direitos de cidadãos sendo devidamente respeitados. Algo que lhes seria negado na ditadura a que ambos serviram com subserviência, denodo e competência. 


A notícia da propina pro Delfim está no Uol Notícias- Lava Jato mira ex-ministro Delfim Netto e estima que ele recebeu R$ 15 mi em propina por Belo Monte 

Delfim Netto é pego pela Operação Lava Jato
Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial

0 comentários: