>-->
Criarumemail.com/

Última do Barão

O ministro do STF, Dias Toffoli, revogou a prisão preventiva do ex-ministro Paulo Bernardo, o gatuno dos aposentados.
Se o STF tivesse a mesma presteza para condenar corruptos que a que tem para protegê-los o Brasil, certamente, estarei bem melhor.
Vergonha de meu país.

A notícia completa está na Folha de São Paulo 

STF revoga prisão preventiva de Paulo Bernardo, o gatuno dos aposentados



O Botafogo é um clube estranho, diferente… diria que sedutor em sua insanidade.
Não temos mais títulos, não temos mais torcida, não somos o "maior”em nenhum dos frios quesitos matemáticos usados para comprovar a suposta grandeza de um clube. Constam, inclusive, nas tais estatísticas, inúmeros títulos roubados.
O Botafogo, senhores, é diferente dessa gente. Qual o único clube do mundo a ter um ditado só seu gravado na memória popular do povo de seu país? O Botafogo, claro! Afinal "têm coisas que só acontecem ao Botafogo", não é?
E é nosso o mais querido jogador guardado na memória afetiva de nosso povo: Mané Garrincha, a alegria do povo. Lindo, não? Um é rei, outro príncipe, mais outro imperador. Nós temos a alegria do povo!
Ah, e no auge do futebol brasileiro, quando o Brasil conquistou três Copas do Mundo em quatro disputadas, quem foi o clube que mais colaborou com as conquistas? O Botafogo, claro.
E torcedor do Botafogo, como bem definiu o jornalista Lúcio Rangel, nem gosta de futebol, gosta do Botafogo. O futebol é apenas o detalhe que nos permite exercer nosso sagrado direito de amar um clube que não é o maior em nada segundo as frias estatísticas matemáticas dos que vivem de quantidade. São os óbvios, que só  sentem-se seguros seguindo manadas ou bandos esvoaçantes. Jamais poderão ser Botafogo. O Glorioso não é para os óbvios. É para os que são escolhidos pela estrela solitária do destino.
Ser Botafogo é o maior dos títulos e isso nos basta.


Exemplo da crise brasileira.
Fui andar agora cedo e na volta vi a seguinte faixa pendurada sobre a entrada de uma loja que vende aparelhos musicais:
Compre um violão e ganhe 4 aulas
Enquanto isso o STF continua protegendo políticos corruptos que, no fim das contas (ou das propinas), são os maiores (ir)responsáveis pela grave crise que o Brasil vive.
Exemplo da crise: 'Compre um violão e ganhe 4 aulas'

Pensamento religioso do Barão:
A defesa de Tia Dilma Sapiens indicou tantas testemunhas no processo de impeachment contra ela, que suspeito que depois das Testemunhas de Jeová teremos uma nova seita no mercado: Testemunhas de Dilma. 

  1. Pensamento religioso do Barão: depois das Testemunhas de Jeová as Testemunhas de Dilma


O Brasil é mesmo um país culto: depois da "cultura do estupro" temos a "cultura da propina", financiada com verbas desviadas do Ministério da Cultura, como comprovou a Polícia Federal, que deflagrou hoje a Operação Boca Livre.
Até casamento virou evento cultural para ser financiado com o dinheiro de nossos impostos.
E vocês ainda contam piadas de português... Saco.

A notícia está no UOL- "Boca livre que nós pagamos", diz ministro sobre casamento bancado com Lei Rouanet

O Brasil é mesmo um pais culto: depois da "cultura do estupro" temos a "cultura da propina"