>-->
Criarumemail.com/

Última do Barão

Surrealismo brasileiro: 

Tem algo de muito errado em um país que leva meses para decidir se três decretos assinados por seu presidente são legais ou não.
É por coisas assim que parei de contar piada de português faz tempo. Saco. 

Surrealismo brasileiro: "Três decretos e um impeachment"



O que estamos vivendo nestes tristes, envergonhados e turbulentos dias no Brasil reflete muito do que somos como Nação.
Ou tomamos nós, o povo brasileiro, as rédeas de nosso destino ou viveremos sempre à mercê da próxima crise desse nosso Estado elitista, corrupto, patrimonialista, fisiologista e inepto, que não cumpre suas obrigações constitucionais básicas de, por exemplo, fornecer educação e saúde de qualidade, como está gravado em nossa Constituição, aos brasileiros. Não é favor, é um direito nosso que nos é negado em troca de vários tipos de esmolas estatais, enquanto a elite política e burocrática que comanda nosso destino- ou será desatino?- vive nababescamente às custas do suor do trabalho de nosso povo. 
O resto é apenas consequência. 

É o Estado elitista e corrupto

Preparei uma listinha dos culpados por Tia Dilma Sapiens ter assinado os tais decretos pelos quais ela está sofrendo o processo de impeachment.
Ei-la: o Banco Central dos EUA, a crise mundial, a mídia golpista, a queda no crescimento da China, o Estado Islâmico, o aquecimento global, a elite branca, a crise mundial, a crise na Europa, a crise renal, o governo FHC, o Eduardo Cunha, as pautas bombas no Congresso, a crise mundial, o novo rebaixamento do Vasco, a falta de chuvas e a crise mundial. 
Essas foram os culpados que consegui anotar, mas deve de ter mais. 

O Brasil virou um grande programa de auditório comandado por Ricardo Lewandowski, o Lelê do STF.

Descobri os verdadeiros culpados pelo impeachment de Tia Dilma Sapiens

Pensamento asinino do Barão
Deem poder a um jumento e milhões de pessoas o vão adorar como se um gênio fosse. 



Pensamento asinino do Barão: os jumentos e o poder



Tia Dilma Sapiens comparou o processo de impeachment a um fungo em uma árvore.
Desse negócio de fungar quem entende é o Aécim. Saco.

O troço nem bem começou no Senado e já chegamos ao nazismo... Vai ser um longo dia eivado de baixarias. Saco. 

Gentes! Eu não sabia que os EUA tinham poder de influenciar até a legalidade ou não de decretos assinados pelos presidentes do Brasil, que é o que se discute no processo impeachment de Tia Dilma Sapiens.
Estou pasmo com minha ignorância e falta de informação. Saco. 

Resumindo a bagaça
Vai ter golpe para os que apoiam Tia Dilma Sapiens; vai ter impeachment para os que são contra ela.
O resto é Armazém de Secos & Molhados, como já está claro no depoimento de Dilma ("Se votarem contra mim é golpe" afirmou ela mais de uma vez no Senado) e nos de seus opositores.
É um julgamento em que não existe o benefício da dúvida. Todos só têm certezas.
Em sendo assim eu, como só tenho certeza que não tenho certeza de quase nada, vou almoçar e tirar uma soneca. Não façam barulho, por favor. 

Impressões e depressões do Barão sobre o depoimento de Tia Dilma no Senado (I)