>-->

Como fazer uma criança virar Botafogo

By | 11:02 Leave a Comment
Niquito era barbeiro. Magrinho, baixinho, boêmio e com uma verve fantástica. Além de torcedor fanático do Botafogo.
Vivia, eu e meu vizinho de minha idade, Rogério, na casa dele lá em São José do Calçado ( ES ), onde nasci, pois éramos amigos de seu filho, Carlos Alberto.
Meu pai era flamenguista doente, assim como o Osvaldo, pai do Rogério. Nós, querendo virar Botafogo por conta do grande time alvinegro da época: Manga, Rildo, Nilton Santos, Didi, Quarentinha, Amarildo, Zagalo e o encantador de sonhos infantis, o lúdico Mané Garrincha. Mas a pressão de nossos pais ainda nos deixava receosos de assumirmos nossa "botafoguismo", que já era irreversível, hoje sei.
Foi quando Niquito, agindo com alvinegra sabedoria, nos deu o xeque-mate:
"Olha só, eu reservei duas vagas para vocês na torcida do Botafogo! Não tem mais lugar e tem muita gente na fila querendo entrar, por isso vocês têm de decidir agora se querem ser Botafogo? Se não quiserem digam logo pra  liberar as vagas..." Queremos!!! Gritamos em uníssona alegria!
Tempos depois, meu pai e o Osvaldo souberam da estratégia "niquitiana" e andaram querendo dar uns bons tabefes nele. Já era tarde...

Botafogo doente

Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial

0 comentários: