>-->

O país da indignação seletiva: os "nossos corruptos" são sempre honestos

By | 14:36 Leave a Comment

O país da indignação seletiva

O PT, quando era campeão da moralidade, indignava-se com a corrupção da direita, que não se indignava com coisa alguma.
Hoje, a direita indigna-se com a corrupção do PT, mas não se indigna com a corrupção de Eduardo Cunha.
O PSDB presume que Cunha seja inocente, mas tem certeza de que Dilma é culpada.
O Dem presume que Agripino Maia seja inocente, mas tem certeza de que Lula é culpado.
O PT indigna-se com Augusto Nardes, que divulgou mil vezes antecipadamente o seu voto contra as contas da Dilma, mas não se indigna com os jeitinhos dados por seus tesoureiros para abastecer as campanhas dos seu candidatos.
Conclusão: a corrupção é uma questão secundária.
O principal é a luta pelo poder.
Política politiqueira.

Pois é... O Juremir Machado da Silva diz mais ou menos o que venho dizendo faz tempo aqui no Interrogações: os "nossos corruptos" são os mais honestos da face da Terra; os de nossos adversários são os mais corruptos dentre os corruptos. Zatonio Lahud
Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial

0 comentários: