>-->

Derrota na Copa do Brasil não pode mudar rumo do Botafogo

By | 10:19 Leave a Comment
A derrota foi doída? Claro que foi. Mas foi também merecida. O Botafogo não deu um mísero chute a gol durante toda a partida, fraca tecnicamente, como a anterior. Nosso ataque é uma piada.
Fomos até onde deu. O elenco do Flamengo, individualmente, é bem superior ao nosso, e foi isto que fez a diferença. 
O Botafogo, não podemos esquecer deste fato, vem num processo de reconstrução do clube, não só do time de futebol, que foi saqueado pela diretoria anterior (lembrem-se que o salafrário do Maurício Assumpção, o ladrão que presidiu o clube anteriormente, era ligado a Sérgio Cabral e foi cúmplice da sórdida manobra feita para fechar o Estádio Nilton Santos) e por muito pouco não fechou as portas.
É lamber as feridas e seguir em frente. Mês que vem enfrentaremos o Grêmio, considerado por muitos o melhor time do Brasil atualmente, pelas quartas de finais da Libertadores, e que ontem também foi eliminado da Copa do Brasil pelo irregular Cruzeiro. O elenco do Flamengo, não o time, em minha opinião, é superior tanto ao do Cruzeiro quanto ao do Grêmio, o que me faz acreditar que podemos passar pelos gaúchos.
Um detalhe: no jogo de ontem, o velho ditado que diz que "têm coisas que só acontecem ao Botafogo" mais uma vez voltou a funcionar. Berrio, a vaca brava da NaSSão, ia ser substituído e já era vaiado por parte da torcida deles. Em seu último lance em campo, fez uma linda jogada, que tanto Pelé quanto Garrincha assinariam, e deu a vitória a seu time.

Como dizia João Saldanha: "Vida que segue..." O Botafogo está no caminho certo e não pode deixar que uma derrota jogue no lixo o belo trabalho de soerguimento do clube que vem sendo realizado pela nossa atual diretoria.
Pra encerrar: Palmeiras, Flamengo e Atlético Mineiro, com elencos muito mais ricos que o do Botafogo, já foram eliminados da Libertadores, enquanto nós, tendo em nosso ataque "sumidades" como Pimpão, Roger e Guilherme continuamos na competição. Ontem, depois que levamos o gol, Jair Ventura, na tentativa do empate que nos daria a classificação para a final, colocou em campo Gilson e o glorioso Vinícius Tanque. Brincadeira, né?!
O Botafogo está no rumo certo. Durante a dura jornada de reconstrução do clube percalços acontecem. Que sirvam de aprendizado.


Derrota na Copa do Brasil não pode mudar rumo do Botafogo

Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial

0 comentários: