>-->

No meio do caminho tinha um cheirinho- versão do poema do Drummond em homenagem ao Invencível Mengão

By | 10:03 Leave a Comment

No Meio do Caminho

Carlos Drummond de Andrade


No meio do caminho tinha uma pedra
Tinha uma pedra no meio do caminho
Tinha uma pedra
No meio do caminho tinha uma pedra

Nunca me esquecerei desse acontecimento
Na vida de minhas retinas tão fatigadas
Nunca me esquecerei que no meio do caminho
Tinha uma pedra
Tinha uma pedra no meio do caminho
No meio do caminho tinha uma pedra.


No meio do caminho tinha um cheirinho 
Versão do Barão de General Severiano 

No meio do caminho tinha um cheirinho
Tinha um cheirinho no meio do caminho
Tinha um cheirinho
No meio do caminho tinha um cheirinho 

Nunca me esquecerei desse acontecimento
Na vida de minhas narinas tão fatigadas
Nunca me esquecerei que no meio do caminho
Tinha um cheirinho
Tinha um cheirinho no meio do caminho
No meio do caminho tinha um cheirinho. 

Flamengo cheirinho
Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial

0 comentários: