>-->

Proudhon prevê o desastre que seria o totalitarismo marxista

By | 11:05 Leave a Comment
De todas as pretensões ininteligentes e retrógradas, aquela que os comunistas mais acariciam é a ditadura. Ditadura da indústria, ditadura do comércio, ditadura do pensamento, ditadura na vida social e na vida privada, ditadura em toda parte … Assim, pelo simples desenvolvimento da idéia, se é levado invencivelmente a concluir que o ideal da comunidade é o absolutismo. Seria em vão alegar como escusa que esse absolutismo seria transitório, visto que, se uma coisa é necessária por um só momento, ela se torna para sempre, a transição é eterna. … O comunismo reproduz, portanto, mas num plano inverso, todas as contradições da economia política. Seu segredo consiste em substituir o indivíduo pelo homem coletivo em cada uma das funções sociais, produção, troca, consumo, educação, família. E como essa nova evolução não concilia e nunca resolve nada, termina fatalmente, bem como as precedentes, na iniqüidade e na miséria.
Pierre-Joseph Proudhon (1809-1865) foi um filósofo político e econômico francês, foi membro do Parlamento Francês. É considerado um dos mais influentes teóricos e escritores do anarquismo, sendo também o primeiro a se autoproclamar anarquista, até então um termo considerado pejorativo entre os revolucionários. Foi ainda em vida chamado de socialista utópico por Marx e seus seguidores, rótulo sobre o qual jamais se reconheceu. Após a revolução de 1848 passou a se denominar federalista.
Quem primeiro denunciou, antes mesmo que acontecesse, o totalitarismo marxista foram os anarquistas, notadamente Mikhail Bakunin e Pierre-Joseph Proudhon. Ambos foram contemporâneos de Karl Marx, com quem tiveram embates memoráveis.(Zatonio Lahud
Blog do Barão- Proudhon prevê o desastre do marxismo
Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial

0 comentários: