28 de fevereiro de 2016

O ódio é o ópio dos insensatos

Quem planta ódio colhe violência. E assim o é para indivíduos e sociedades. Ódio religioso. Ódio ideológico. Ódio esportivo. Ódio ao diferente, enfim.
Foram eles que começaram! O que importa quem começou? Importa é procurar os caminhos da paz, da solidariedade, da liberdade.
Com ódio não chegaremos a outro lugar que não o da violência, da estupidez aliada à ignorância de ver o "outro" sempre como o inimigo a  ser destruído.
O ódio é o ópio dos insensatos.

Nenhum comentário:

Postar um comentário