>-->

A cantada em forma de versos do advogado na juíza

By | 12:02 Leave a Comment
Apaixonado pela nova juíza da comarca, o advogado dirigiu-lhe a seguinte petição inicial:
*Eu, bacharel em direito*
*conforme a lei em vigor,*
*venho com todo o respeito*
*requerer o seu amor.*
*Meu coração tem urgência*
*e, não podendo esperar,*
*peço que Vossa Excelência*
*me conceda a liminar.*
*Caso eu a tenha ofendido*
*com a inépcia do pedido,*
*rogo pelo amor de Deus:*
*Se me faltou algum tato,*
*prenda-me por desacato,*
*mas prenda nos braços seus.*
Prontamente, a magistrada despachou:
*Em toda a minha carreira*
*como juíza de direito,*
*nunca vi tanta besteira*
*nem tamanho desrespeito.*
*Minha conduta moral*
*é lei que não se revoga*
*nem com sustentação oral*
*debaixo da minha toga.*
*Por isso, ilustre advogado,*
*seu pedido tresloucado*
*indefiro nesta liça.*
*Depois, com a noite em curso,*
*eu aguardo o seu recurso*
*em segredo de justiça.*  

Obs: Não sei quem é o autor dos versos acima, se alguém souber, por favor, me diga.
💓💓💓💓💓💕💕💕💕💕💕💖💖💖💖💖💖💗💗💗💗💗💗💘💘💘💘💘
Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial

0 comentários: